INDÚSTRIA 4.0 – Fábrica inteligente!

Imagine um tipo de fábrica autônoma, com máquinas inteligentes e processos extremamente eficientes...bem-vindo a um novo tempo!

Quem é do ramo industrial, sabe muito bem que desde o século XVIII até hoje, vimos surgir inovações tecnológicas que alteraram radicalmente os sistemas de manufatura.

Qualquer fábrica atual, por menor que seja, é infinitamente mais produtiva e emprega muito mais tecnologia que qualquer de suas irmãs dos séculos passados.

Mas, também sabemos que, as inovações tecnológicas chegaram a um ponto de aceleração que, até profissionais da área têm dificuldades em acompanhar.

Ao contrário dos saltos tecnológicos anteriores, não estamos apenas incluindo novas máquinas no processo fabril, mas, novos conceitos.

E estes, por sua vez, afetam diretamente o know-how gradualmente construído ao longo do tempo, em termos de concepção de plantas industriais, cadeias de suprimentos e etc.

Ou seja, o tempo entre uma inovação tecnológica ou conceitual é muito menor, do que o necessário para a implementação segmentada destas mesmas tecnologias.

Neste sentido, surgiu o termo “Indústria 4.0”, como uma proposta enviada originalmente ao governo alemão, por iniciativa de gestores industriais daquele país.

A ideia geral, centra-se na captação das tendências tecnológicas e de mercado mais abrangentes, procurando esboçar um conceito de fábrica adaptável.

Ou, na terminologia mais adequada, de um conceito de planta industrial inteligente, capaz de absorver as inovações e demandas do mercado, neste futuro próximo.

É uma tentativa de trazer para o universo industrial, tudo aquilo que estamos vendo acontecer, dentro de um conjunto inteligível de estratégias adaptáveis.

Como é óbvio, isso inclui várias revisões nos padrões fabris atuais, mas, vamos tentar clarificar, começando por pontuar as características principais da Indústria 4.0.

Conceitos Gerais da Indústria 4.0, e o que ela significa para o mundo

O agrupamento das inovações e novidades na automação industrial, em concomitância com o superávit tecnológico, que é primordial para aplicar aos processos, formam o conceito global da indústria 4.0.

Com sistemas integrados e amplamente viáveis graças a internet, automaticamente a manufatura também absorve grandes mudanças. Estas positivas, com muito mais produtividade e qualidade.

Alcançando melhores níveis de customização e autonomia, em suma, fazendo jus ao conceito de fábrica inteligente.

Existem formas diferentes de se agrupar as propostas da indústria do futuro, mas, gostaríamos de nos fixar em três percepções de orientação para a fábrica do futuro imediato:

Análise em Tempo Real e Simulações

Uma das alterações mais evidentes da tecnologia atual, é a possibilidade de integração entre diversos sistemas para controle de máquinas e processos fabris em tempo real.

Em conjunto com os softwares modernos de gestão e de engenharia, isso permite uma visão ampla do conjunto da operação, incluindo a capacidade de rodar testes virtuais.

Ou seja, tratamos de um novo modelo de gestão integrada, que deve considerar múltiplos fatores em tempo real, para a tomada de decisões.

Obviamente, isso também demanda uma adaptação constante dos profissionais das diversas áreas envolvidas, para entender e analisar os dados disponíveis.

IoT (Internet of Things) e Big Data

Intimamente ligadas ao primeiro tópico, estão as novidades nas áreas de IoT e Big Data. A primeira, principalmente, por permitir novos tipos de automação industrial.

Em suma, não se trata mais de tornar máquinas em autômatos, para executar tarefas específicas, mas, de torná-las capazes de se comunicar e adaptar dentro do processo.

Como se o know-how de fabricação estivesse sujeito a revisões constantes a partir dos dados fornecidos em tempo real.

Como seria de se esperar, este formato gera uma quantidade de dados impossível de gerenciar, sem o apoio de computação cognitiva e formas incipientes de IA.

Nesta seara entra a Big Data e assim, a exigência sobre os profissionais é que aprendam a trabalhar em conjunto com estas novas máquinas inteligentes.

Descentralização e Modularidade

Os desdobramentos básicos dos dois primeiros pontos, levam a uma capacidade sem precedentes de descentralizar os processos de tomada de decisões.

Da mesma forma, permitem a composição de plantas industriais capazes de se adaptar as demandas do mercado.

Principalmente, para levar em conta a necessidade de atender a personalização de produtos, de acordo com os desejos individuais de cada cliente.

Tudo isso, sem considerar as possibilidades ainda não muito claras, da impressão 3D em futuro breve.

Questões Sensíveis no Interior da Proposta para a Indústria 4.0

É claro que toda inovação inclui novas oportunidades, obrigatoriedades e também, alguns riscos que demandam atenção.

No caso de qualquer fábrica moderna, um item fundamental é a manutenção do know-how produtivo, que se expressa nas trocas de informações internas e externas.

Pode parecer um fator menor dentro do grande esquema, mas, na verdade, traz uma preocupação específica atrelada a segurança da transmissão de dados.

Segurança tanto no sentido da qualidade da informação na comunicação automatizada entre máquinas e sistemas, quanto no sentido de proteção de informações sensíveis.

O grande problema nesta área é que, como qualquer profissional deve saber, nenhum sistema é isento de falhas e também, não há garantia absoluta de segurança.

Sistemas integrados, conectados à rede mundial, ainda que apenas parcialmente, estão sempre sujeitos a vulnerabilidades.

Portanto, se fôssemos elencar um único foco de cuidado, não com relação ao conceito de Indústria 4.0, mas, com relação ao mundo digital, seria este: a segurança dos dados.

Por outro lado, também é preciso ter a consciência de este fator não é uma novidade no meio industrial.

Comunicação e segurança sempre foram itens difíceis de manejar. A novidade é forma como precisaremos lidar com estas velhas questões, no contexto deste novo século.

Flexibilidade, interdisciplinaridade e aprendizado constante

Para concluir este artigo, lembramos que:

Como já ficou claro, existem muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo e de certa forma, todas estão conectadas em um novo modelo de fábrica.

Um novo modelo que, diga-se de passagem, ultrapassa a ideia tradicional de simples aquisição de novas máquinas e reordenação eventual de processos de gestão.

Pois o recurso humano – administrador da indústria 4.0 – também precisa estar preparado para absorver e administrar todas as mudanças.

E, neste novo universo, algumas palavras vêm a mente como ordenadoras de uma forma adaptada de pensar a indústria:

• Flexibilidade: para permitir a readequação das plantas industriais de acordo com as necessidades, adotando o conceito de fábrica inteligente.

• Interdisciplinaridade: como um mote a ser perseguido por todos os profissionais, independentemente das suas áreas originais de formação.

• Aprendizado Constante: como uma resposta das organizações, para a aceleração do surgimento das inovações tecnológicas, bem como, dos profissionais, para aprender a trabalhar em conjunto com novos tipos de máquinas inteligentes.

É possível argumentar que estes não sejam os únicos tópicos e também, que seria necessário destrinchar algumas questões apresentadas.

Não há como discutir com este argumento, porque o ponto central é precisamente, a capacidade de entender a fundo e antecipar o impacto das mudanças tecnológicas.

A proposta da Indústria 4.0, não é a de ser um guia definitivo, porque isso não existe mais, desde pelo menos, a comercialização dos primeiros PC´s e circuitos integrados.

Ao contrário, a ideia é construir, a partir de conceitos amplos, uma espécie de lanterna voltada para o caminho que estamos trilhando no ramo industrial.

Entre em contato com a Benzor Soluções em Engenharia e Tecnologia e entenda como você e seu negócio podem sair na frente na indústria 4.0.

Nosso Endereço

Avenida Raja Gabáglia, 2000, Torre 1, Estoril, Belo Horizonte-MG - CEP: 30494-170

Telefone: +55 31 3586-3486

E-mail: comercial@benzor.com.br

 

 

 

Newsletter

Receba os melhores conteúdos sobre a Benzor!
Cadastre-se agora para receber nossa Newsletter.